Como assistir aos vídeos.

Para assistir aos vídeos, desligue ou ponha em pausa Canções para navegar, que se encontra logo abaixo.

CANÇÕES PARA NAVEGAR



SOLO SAGRADO DE HAKONE - JAPÃO

SOLO SAGRADO DE ATAMI - JAPÃO

SOLO SAGRADO DE KYOTO - JAPÃO

Seguindo o exemplo da natureza, onde tudo se desenvolve a partir de uma pequena forma ou de um pequeno modelo, Mokiti Okada (1882-1955), também conhecido como Meishu-Sama, iniciou em 1945 no Japão a construção de protótipos do Paraíso Terrestre, os quais chamou de Solos Sagrados. Estes locais caracterizam-se pela harmonia entre a beleza natural e a criada pelo homem. O objetivo de Meishu-Sama (que em português significa "Senhor da Luz") era deixar para a humanidade a base para a construção de um Mundo Ideal, consubstanciado na Verdade, no Bem e no Belo. Ele os estabeleceu nas cidades de Hakone, Atami e Kyoto, objetivando que, a partir deles, outros modelos pudessem ser construídos ao redor do mundo, como uma pedrinha que se joga no centro de um lago e vai formando círculos de pequenas ondas até chegar às margens.

MAPA DE ACESSO AO KANI JOHREI CENTER

sexta-feira, 7 de setembro de 2007

EXPERIÊNCIA COM A PRÁTICA DO SONEN

Remover formatação da seleção

Bom dia!
Meu nome é Daniela Patrícia da Silva, tenho
29 anos, sou de Catanduva, interior de São
Paulo.
Desde criança sempre fui uma pessoa depressiva,
mal humorada, achava que ninguém gostava
de mim. Era insegura, não tinha motivação para
nada, me sentia uma pessoa incapaz de fazer as
coisas ou tomar decisões. Por isso, sempre me achei
muito feia. Cheguei ao ponto de nem sequer me
olhar no espelho, para arrumar o cabelo.
Fui evangélica desde a minha adolescência,
numa busca constante por Deus. Mas, mesmo
assim, não conseguia mudar minha situação. Os
anos se passaram. Meu estado de depressão acabou
evoluindo para síndrome do pânico e fobia social.
Em dezembro do ano passado ocorreu minha
primeira grande crise de pânico, e foi dentro da
Igreja evangélica que freqüentava. Eu não sentia
as pernas, a língua e os braços começaram a ter
formigamentos, que depois passaram para o corpo
todo. A situação ficou tão crítica que o pastor me
levou às pressas ao hospital, numa cadeira de
rodas. Depois, tive outras crises que também
acabaram no hospital. Elas eram tão assustadoras
que, na última vez, eu chorava desesperadamente,
agarrada à minha mãe, pedindo para que ela não
me deixasse morrer. À noite, eu não queria dormir
com medo de não acordar. O pânico era total. Não
entrava mais em supermercados, lojas ou qualquer
lugar em que houvesse muitas pessoas. Devido a
isto, precisei procurar um médico e passei a tomar
muitos remédios, calmantes e antidepressivos, que
começaram a prejudicar o meu estômago. Eu não
conseguia mais me alimentar direito, perdi 4 quilos
em menos de 1 mês. Já não tinha mais vontade de
viver, e não via mais beleza em nada ao meu redor.
Naquela época eu trabalhava como secretária,
em um consultório médico. Até para ir ao trabalho
eu tinha uma dificuldade imensa, pois não tinha
mais força física e só queria ficar deitada na cama.
Ainda no auge das minhas crises, em janeiro deste
ano, consegui tirar férias de duas semanas no
trabalho, e minha mãe, na tentativa de me tirar de
dentro de casa, me levou para passar uma semana
na casa da minha madrinha Nilza, que reside no
bairro de Higienópolis, aqui na cidade de São
Paulo. Depois de ficar descansando na casa dela
por quase uma semana, na véspera de eu retornar
para Catanduva, minha tia me levou para passear
num shopping center. Porém, no meio daquela
multidão toda, acabei passando mal e minha
madrinha, que é messiânica, vendo aquilo, me
levou direto ao Johrei Center Higienópolis, para
receber Johrei. Como eu já tinha retorno marcado
para o dia seguinte, o ministro me orientou a
procurar o Johrei Center de Catanduva, para
continuar a receber Johrei.
Logo que cheguei na minha cidade, no dia 9 de
janeiro, fui ao Johrei Center, onde fui recebida pelo
ministro responsável. Minha situação era tão crítica
que nem conseguia falar direito, de tanto que
chorava de desespero, por achar que não havia
mais solução para o meu caso. Então, fui orientada
sobre a “Prática do Sonen” e também a receber,
todos os dias, no mínimo 30 minutos de Johrei.
Como ainda me restava uma semana de férias,
pude receber bem mais do que 30 minutos de
Johrei por dia. Porém, no início, tive uma certa
resistência em fazer a “Prática do Sonen”, pois
ainda não entendia muito bem sobre o mundo
espiritual, a atuação dos antepassados e, principalmente,
sobre Meishu-Sama como sendo o nosso
Salvador. Na verdade a minha maior dificuldade
era devido à minha formação evangélica, acostumada
a ter Jesus como referência de fé e à prática
comum de se expulsar os espíritos, para se livrar
de qualquer manifestação espiritual. E, de repente,
eu chego no Johrei Center e sou orientada a
encaminhar a Meishu-Sama, o nosso Salvador, os
sofrimentos dos meus antepassados que estavam
se manifestando através de mim, para que fossem
perdoados, purificados e salvos... foi muita coisa
nova de uma vez só!
Confesso que no início eu não encaminhava
para Meishu-Sama. Eu encaminhava para Jesus,
apesar de não ter nenhuma resistência em aceitar
Meishu-Sama. Mas, eu me perguntava: “Se seu
aceitar Meishu-Sama, onde vou colocar Jesus na
minha vida”? Então o ministro, percebendo meu
embaraço, disse de forma muito gentil: ”Daniela,
você não precisa tirar Jesus do coração. Só precisa
acrescentar Meishu-Sama!”
Em meio às dúvidas, num certo dia em que
estava com forte dor de cabeça, pensei: ”Então,
vamos experimentar para ver se funciona do modo
que o ministro orientou” e resolvi fazer o encaminhamento
corretamente, entregando aquele
sofrimento que deveria ser de algum antepassado
nas mãos de Meishu-Sama. Para minha surpresa,
a dor sumiu completamente. Não tive mais
dúvidas: toda vez que eu sentia tristeza, tremedeira,
suor frio, vontade de chorar, taquicardia,
qualquer sinal de que ia entrar em pânico,
rapidamente eu fazia o encaminhamento para
Meishu-Sama, sempre recebendo Johrei intensivo.
Eu sabia que essa era a minha última corda da
salvação. Por isso, me empenhei ao máximo.
A cada dia que eu recebia Johrei e fazia a
“Prática do Sonen”, juntamente com o Donativo
de gratidão diário, eu me sentia mais forte. Passei
a chorar menos, comecei a sentir paz dentro de
mim. Tudo parecia mágico em minha vida. Parei
de tomar os calmantes e, pouco a pouco, fui
liminando os remédios para o estômago e o
antidepressivo. As coisas foram acontecendo tão
rápido que eu posso dizer que recebi muitos
milagres. Passei a me sentir mais segura, e capaz
de tomar decisões.
Após receber uma semana de Johrei e fazer a
“Prática do Sonen”, consegui tomar uma grande
decisão em minha vida, o que antes nunca tive
coragem de fazer: as férias terminaram, mas não
voltei ao consultório. Pedi demissão e saí do meu
trabalho depois de 11 anos. Foi um alívio! Vou
explicar o porquê. Sou formada em Educação
Física há 7 anos, mas nunca tive coragem de sair
da comodidade do emprego que tinha para atuar
na área em que me formei. Mas, consegui vencer
essa minha dificuldade graças a Meishu-Sama!
Além disso, eu já havia prestado um concurso
público na prefeitura e, exatamente uma semana
após a demissão, recebi a notícia de que havia sido
aprovada. Mas, mesmo assim, eu continuava
recebendo Johrei diariamente, pois sabia que tinha
muita coisa para purificar. E foi exatamente isso
que aconteceu.
Com duas semanas de recebimento de Johrei
intensivo, entrei num forte processo de purificação.
Comecei a vomitar diariamente, durante dez dias
seguidos, expelindo uma espessa espuma branca,
com cheiro muito forte de medicamentos. Em meio
a essa purificação, aconteceu o Culto de Agradecimento
de fevereiro, aqui no Solo Sagrado. Mesmo
purificando resolvi viajar 6 horas de ônibus, para
participar do Culto e receber muita Luz.
pequeninas coisas à minha volta, o que eu não
conseguia fazer antes. O choro foi substituído pelo
sorriso, e as inseguranças deram espaço para as
atitudes e decisões. Hoje não utilizo mais nenhum
medicamento, passei a me alimentar melhor e
voltei a freqüentar ambientes com muitas pessoas,
a entrar em supermercados, enfim, voltei ao
convívio social por completo. Na parte profissional
estou atuando como professora da rede pública
de ensino, dando aula para várias turmas com
muitos alunos. Estou adorando! E imaginem que,
há pouco tempo atrás, tinha fobia de gente. E a
parte mais importante, a felicidade, essa que
parecia impossível de se conquistar. Hoje eu posso
sentir a alegria dentro de mim de uma forma
inexplicável... é algo que flui de dentro, é
maravilhoso.
Consegui conquistar a tranqüilidade em tudo
que faço, a harmonia no meu lar está incrível, e
agora minha família costuma dizer que sou outra
pessoa e que aquela Daniela ficou para trás. Passei
a dedicar intensivamente no Johrei Center, para
agradecer as graças recebidas. Até agora, já
consegui encaminhar 10 pessoas para receberem
Johrei.
Como sou feliz! Todas essas transformações em
minha vida ocorreram em apenas 2 meses. Depois
que conheci o Johrei, a “Prática do Sonen” e,
principalmente, Meishu-Sama, consegui sair do
inferno encontrei o Paraíso. No dia 24 de março
passado tive a grande permissão de receber o
Ohikari, para levar essa alegria e felicidade ao
maior número de pessoas, buscando ser útil como
instrumento na Obra Divina. Inclusive já estou
tendo experiências com o Johrei que ministro em
meus alunos.
Agradeço a Deus e a Meishu-Sama pelo
privilégio de ter sido escolhida para dar meu
depoimento neste Altar, de ter a permissão de
receber todas essas graças e de poder ministrar
Johrei, para que outras pessoas também tenham o
privilégio de conhecer a verdadeira felicidade.
Muito Obrigada!
Daniela Patrícia da Silva se tornou membro da IMMB. Ela é
ligada ao Johrei Center Catanduva, no interior paulista.
Os pais (dir.), o irmão e a cunhada de Daniela Patrícia da
Silva foram apresentados aos participantes do Culto.
Chegar aqui no Solo Sagrado não foi nada fácil.
Fui e voltei de viagem passando muito mal mas,
graças a Deus, tive muita assistência de Johrei dos
membros que me acompanharam na viagem. Acho
que tudo isso me fez aprender, em curto espaço
de tempo, sobre a importância do processo de
purificação e do Johrei, na nossa vida, e sobre o
reconhecimento de que Meishu-Sama é o nosso
Salvador, que salva todos os nossos antepassados
que se manifestam através dos nossos sentimentos.
Depois dessa grande purificação, Meishu-Sama fez
despertar dentro de mim uma felicidade que eu
nunca havia conhecido.

Minha vida mudou por completo! Passei a ter vontade de sorrir, comecei a prestar atenção nas flores e a perceber a emoção de viver até nas pequeninas coisas à minha volta, o que eu não conseguia fazer antes. O choro foi substituído pelo sorriso e as inseguranças deram espaço para as atitudes e decisões. Hoje, não utilizo mais nenhum medicamento, passei a me alimentar melhor e voltei a freqüentar ambientes com muitas pessoas, a entrar em supermercados, enfim, voltei ao convívio social por completo. Na parte profissional, estou atuando como professora da rede pública de ensino, dando aula para várias turmas com muitos alunos. Estou adorando! E imaginem que há pouco tempo atrás, tinha fobia de gente. E a parte mais importante, a felicidade, essa que parecia impossível de se conquistar. Hoje eu posso sentir a alegria dentro de mim de uma forma inexplicável, é algo que flui de dentro, é maravilhoso. Consegui conquistar a tranqüilidade em tudo que faço, a harmonia no meu lar está incrível, e agora minha família costuma dizer que sou outra pessoa e que aquela Daniela ficou para trás. Passei a dedicar intensivamente no Johrei Center para agradecer as graças recebidas e até agora, já consegui encaminhar 10 pessoas para receber Johrei. Como sou feliz! Todas essas transformações em minha vida ocorreram em apenas 2 meses. Depois que conheci o Johrei, a prática do Sonen e, principalmente, Meishu-Sama, consegui sair do inferno encontrei o Paraíso. E no dia 24 de março passado, tive a grande permissão de receber o Ohikari para levar essa alegria e felicidade ao maior número de pessoas, buscando ser útil como instrumento na Obra Divina. Inclusive já estou tendo experiências com o Johrei que ministro em meus alunos. Agradeço a Deus e a Meishu-Sama pelo privilégio de ter sido escolhida para dar meu depoimento neste Altar, de ter a permissão de receber todas essas graças e de poder ministrar Johrei para que as outras pessoas também tenham o privilégio de conhecer a verdadeira felicidade.
Muito obrigada!

Um comentário:

Anônimo disse...

Meu nome: Alberto M. Watanabe (43)2009/11/13(jp). Daniela, seu depoimento fortaleceu a minha fe, (procurando por johrei na net tive o prazer de ler o seu depoimento). percebi que me encontro em situacao bastante semelhante (depressao, problemas sentimental e espiritual, panico, dores por todo o corpo, fobia, formigamento dos bracos) ja fazem alguns meses e hoje fui procurar um johrei center indicado por um Amigo (Uemura Shoichi ministrador de johrei) recebi johrei e vou receber johrei por varios dias consecutivos espero confiante na paz e na felicidade atraves de Meishu-Sama. vou aprender a praticar a Pratica do Sonen, e divulgar o johrei, arigatou Meishu-Sama

26 PALAVRINHAS MUITO ÚTEIS NA OBRA DIVINA

26 PALAVRINHAS MUITO ÚTEIS NA OBRA DIVINA

1-SHINSENKYO-SOLO SAGRADO DE HAKONE-TERRA DIVINA;
2-ZUIUNKYO-SOLO SAGRADO DE ATAMI-TERRA CELESTIAL;
3-HEIANKYO-SOLO SAGRADO DE KYOTO-TERRA DA TRANQUILIDADE;
4-NOKOGUIRI YAMA-MONTE NOKOGUIRI;
5-MITAMA MIGAKI - POLIMENTO DA ALMA;
6-OMITIBIKI- ENCAMINHAMENTO;
7-KANSHA-GRATIDÃO;
8-KANSHA NO KOKORO-SENTIMENTO DE GRATIDÃO;
9-KYUDOSHIN- ESPIRITO DE BUSCA;
10-DAIJOO-AMPLO;
11-SHOJO-RESTRITO;
12-SHINJA-MEMBRO;
13-MISHINJA-FREQUENTADOR;
14-HAIJUSHIKI-CERIMONIA DE OUTORGA;
15-SEITI-SOLO SAGRADO;
16-SHUUKYOO-RELIGIÃO;
17-JOOKA-PURIFICAÇÃO-(DOENÇA,POBREZA,CONFLITO);
18-KISEKI-MILAGRE;
19-GOYOO-DEDICAÇÃO-SERVIR A DEUS;
20-GOHOOSHI-DEDICAÇÃO;
21-MIOSHIE HAIDOKU-LEITURA DE ENSINAMENTO DE MEISHU SAMA;
22-KENKIN-DONATIVO;
23-OTAMAGUSHI-DONATIVO;
24-OSONAEMONO-OFERENDAS;
25-DOKUSO-TOXINA;
26-KENSETSU-CONSTRUÇÃO;